APÓS EXECUÇÃO DE TRAFICANTE "SOCA", BRIGA NO PRESÍDIO DE TEIXEIRA DE FREITAS TERMINA COM 3 EVADIDOS E DOIS FERIDOS


Após repercussão da morte do traficante Jalperaz do Espírito Santo Rocha, o “Soca” ou “Coroa”, executado juntamente com a família na BR 101, na última terça-feira (16), horas após ele deixar o Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, já houve a primeira confusão, possivelmente para escolha do novo líder das ações da área onde Soca era o “frente”. Uma confusão na ala do semiaberto deixou 02 internos feridos e resultou na fuga de outros 03. Nossa equipe começou a acompanhar o caso e em contato com o diretor da Unidade, o Tenente Coronel Osires Cardoso, ele afirmou que a confusão na unidade foi por conta do caso ocorrido próximo à divisa da Bahia com o Espírito Santo. O Coronel esteve no pátio e, juntamente com o diretor adjunto, restabeleceu a ordem no local. O comando da unidade agora está com o adjunto, Marcus Vinícius, já que o Coronel está de férias.

Com a confusão, evadiram-se da unidade, Leonildo Lima do Carmo (MP 3794), Clemer Ferreira Rosa (MP 4923) e Vagner Alomba (MP 1610), que estavam na ala destinada a presos do regime semiaberto. As buscas já se iniciaram e a qualquer momento os internos podem ser recapturados. Circula a notícia que os fugitivos sejam soldados do traficante morto, mas, essa informação ainda não foi confirmada. O CPTF instaurou um procedimento administrativo para apurar a confusão e também a fuga. A fuga foi informada à Polícia Militar e guarnições da 87ª CIPM, CAEMA e RONDESP Sul realizam diligências a fim de localizar os fugitivos. Os internos feridos foram socorridos e até o fechamento desta reportagem não tiveram os nomes divulgados.

FONTE: LIBERDADE NEWS

Comente essa matéria