Empresas vão à Justiça e cobram dívida de R$ 46 milhões do PT

As empresas, que trabalharam para o PT nas últimas campanhas eleitorais, foram à Justiça para cobrar, pelo menos, R$ 46 milhões em dívidas do partido, segundo o jornal Folha de S. Paulo.
Segundo a publicação, só na Justiça paulista há, ao menos, 24 processos contra a legenda. Entre os credores, há empresas de marketing político, gráficas, produtoras, fornecedores de material promocional, um escritório de advocacia e até uma prestadora de serviços contábeis.
Procurado pela reportagem, o diretório estadual do PT de São Paulo limitou-se a dizer que “as prestações de contas do PT são públicas e estão disponíveis no site do TRE”. À Justiça, o diretório justificou as dívidas com a mudança do entendimento legal, em 2015, a partir da qual, passou a ser proibido financiamento empresarial das campanhas.
“Esses recursos representavam, objetivamente, grande parte do financiamento das campanhas eleitorais”, alegou o partido, em um dos processos.

Comente essa matéria