Investigado pelos crimes de estupro e agressão contra uma mulher, radialista é posto em liberdade

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), por decisão do ministro Reynaldo Soares da Fonseca, concedeu habeas corpus ao radialista George Magalhães, que se encontrava preso na Cadeia Pública de Estância, na região Sul do Estado de Sergipe, desde o dia 13 de setembro deste ano.
George Magalhães deixou a prisão no início tarde de quinta-feira (08) em companhia de seu advogado e dos filhos, porém com algumas restrições. Ele poderá sair pelo dia, mas terá que se recolher à noite.
O radialista vai ficar recolhido na casa de sua filha, na cidade de São Cristóvão, região Metropolitana de Aracaju (SE), e terá que fazer uso de tornozeleira eletrônica.
George Magalhães responde pela acusação de coação de testemunhas no caso em que é investigado pelos crimes de estupro e agressão contra uma mulher de 42 anos, funcionária do condomínio em que o radialista reside no bairro Atalaia, na capital sergipana.
Gilson de Oliveira

Comente essa matéria