Everton Rocha reassume a prefeitura de Jaguarari(BA) pela quarta vez em 23 meses de administração

O cenário político e jurídico que atravessa o município de Jaguarari, no norte da Bahia, é um dos mais vergonhosos e vexatórios da história. Após uma batalha política entre a Câmara de Vereadores e o chefe do Executivo Municipal, o prefeito Everton Rocha (PSDB) recorreu para a esfera judicial, logrando uma série de incontáveis derrotas e vitórias.
Após passar por três cassações, um afastamento de 180 dias e algumas derrotas judiciais, na quinta-feira (6), corroborado pela desistência da Câmara de Vereadores, a Terceira Câmara Cível e o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) determinaram a exclusão do recurso judicial e consequentemente a recondução de Everton Rocha ao cargo de prefeito de Jaguarari, decisão que foi cumprida no início da noite pela juíza substituta da cidade de Campo Formoso.
Esta é a quarta vez que o prefeito Everton Rocha reassume o posto de chefe do Executivo Municipal. A primeira foi em 21/02, a segunda em 31/03, a terceira em 01/11 e a quarta na quinta-feira, 06/12, tudo isso em apenas 23 meses de administração.
Na atual decisão não cabe recurso, haja vista a desistência da Câmara, mas o mérito da cassação poderá ser julgado pela Justiça. Também existe a segunda e terceira cassações que estão suspensas por decisões liminares e que a Câmara não se pronunciou se irá desistir ou não de continuar recorrendo.
Indefinição
E ainda há a indefinição da Justiça sobre o afastamento de 180 dias, que expirou no início do mês de outubro, porém o TJBA não emitiu nenhuma decisão, se pela absolvição ou condenação do prefeito Everton Rocha, o que acaba gerando expectativas nos moradores que são contrários à sua administração.
(Com informações do site Jaguarari Online)

Comente essa matéria